Mantenha a porta aberta

Durante dois meses no Grupo não houve recém-chegados e a frequência estava baixa. Sentia-me desanimada, porém veio à minha mente este lembrete: Mantenha a porta aberta.
Perguntava a mim mesma: "O que fazer para atrair novos membros para este Grupo?" Tínhamos feito divulgação na TV, rádio, jornais, distribuído panfletos e parecia não ter surtido efeito. Ao mesmo tempo veio a resposta: "Já fizemos nossa parte, agora é manter a porta aberta. Não desanime!"
Certo dia pensei: "Se hoje não for ninguém, na próxima reunião também não vou". Neste dia chegaram cinco pessoas, três membros antigos que retornavam e dois recém-chegados. Que maravilha!
Mais uma vez pensei: Realmente, preciso fazer a minha parte que é "manter a porta aberta" para esperar os familiares que possam chegar, apesar de não saber quando.
Hoje agradeço ao meu Poder Superior por ter me dado paciência de esperar o Seu momento e não ter desanimado. Quando precisei do Nar-Anon a porta estava aberta e os companheiros atenciosos me receberam com muito amor dizendo que eu era a pessoa mais importante daquela reunião.
Para pensar hoje: A dor não tem hora para chegar. Que eu esteja com a porta aberta para dar e receber carinho, amor e compreensão. Que eu deixe o resto para o Poder Superior agir, pois Ele fica acordado 24 horas.