PASSO UM * Novo

Depoimento:  PASSO UM

Estudando o Passo Um, percebi que ser honesta comigo mesma e admitir minha impotência perante a adicção, representaria caminhar na minha recuperação de forma mais assertiva.

É... estar num grupo de Nar-Anon me dá a liberdade de deixar o outro perceber o que vai no meu coração. Sinto que falando de meus sentimentos, de meus pensamentos, das minhas tristezas e alegrias, vou me sentindo cada vez mais leve. Exercito minha entrega amorosa ao Poder Superior e pratico os princípios espirituais.

Frequentando as reuniões e ouvindo as partilhas, descubro uma nova maneira de viver. Percebo que nada ganho ao controlar a doença da adicção ou o outro, e me dou conta que não preciso criar desculpas para proteger o adicto ou a mim.

Quando trabalho o Passo Um, admito a adicção como doença, e assim pratico a aceitação, vivenciando o amor incondicional. Através do desligamento com amor, recobro minha sanidade mental e emocional.